sexta-feira, janeiro 23, 2009


Esses tempos tenho me dado conta de quantas incertezas são feitas todas as certezas. Talvez já tenha me dado à vista esta reflexão, mas não havia trazido à uma consciência mais concreta e real. Tudo o que se quer em aprisionamento, mais fugidio se torna, e dentre estes solto minhas certezas, para dar-me o direito de nascer e morrer todo dia. Não bem sei ao certo se terei força de destruir tudo ao menor sinal de cupim, mas estou pela celebração da destruição, da renovação.

Se trago algo a comemorar, ponho termo à uma vida nova. Congratulo a aspiração de um novo dia, todo dia. O primeiro suplício de um novo ser que acordou das entranhas do estranhamento, no enamoramento, do encantamento, da surpresa que se fez momento. Estou, não por um quarto de década, mas por um dia a mais na busca das reentrâncias do córrego que minhas águas seguem. Por fazer de cada momento de expressão um louvor ao novo, à arte e ao desejo.

Que a força criativa seja sempre o mote de todas as conquistas e desconquistas. Que quando eu tenha algo, que eu solte, pra sempre saber que não tenho nada, além de mim mesmo, na dança do mundo. E que nesses entremeios, que eu ache um pouquinho de paz, num colo gostoso, num abraço zeloso. Que eu me realize no cuidado de alguém. Que eu divida minha vida no amor. Que meu amor receba, pequena, minhas desmedidas declarações desalinhadas e anúncios apaixonados de peito aberto, pra alimentar a alma. Que a pequena me seja paixão por muitos abraços a mais.

Que não tenha termo...
Que não tenha tento...
Que não tenha limite...
Que seja real
“Que amor não desperdice”
Que eu seja mais esse sorriso aí.
Que seja eu...
Um novo a cada dia, a contar de agora.

5 Comments:

Blogger Diana said...

"pra quê chorar, pra quê sofrer, se há sempre um novo amor a cada novo amanhecer..."

É porque se tudo é como deve ser, a gente renasce e o que há em nós se renova, a cada novo amanhecer. Te desejo o que tu desejas, que amanhecas sempre renovado, e novo. E jovem.

Às vezes tenho a impressao de que nasceste velho e estás ficando jovem com o tempo.

Quando todos estivermos velhinhos e cansados do mundo, tu vais estar mostrando o mundo pra gente com teus olhos de crianca. =)

23 janeiro, 2009 12:47  
Blogger Diana said...

"Renova-te.
Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica os teus bracos, para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visoes novas.
Destrói os bracos que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro.
Mas sempre alto.
Sempre longe.
E dentro de tudo."

Cecília Meireles

23 janeiro, 2009 12:51  
Anonymous Lua said...

1/4 de década é a tua cara.

Redundâncias pra ti hoje.

23 janeiro, 2009 13:54  
Blogger Luciana Arraes said...

O que seria da vida se não tivessemos a oportunidade de vários novos recomeços?
E a cada recomeço te tornas mais forte e mais bonito.
Dê-se a oportunidade de se dar a oportunidade não é?
Recomecemos.

20 fevereiro, 2009 12:06  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

22 janeiro, 2010 10:22  

Postar um comentário

<< Home